São Desidério: Programação especial marcou dia de luta de campanhas realizadas pela Secretaria de Assistência Social






A prefeitura de São Desidério por meio da Secretaria de Assistência Social (SAS) realizou na sexta-feira, 18, uma programação especial para lembrar e conscientizar sobre temas importantes celebrados neste mês de maio. Palestras, oficinas, debates foram ações desenvolvidas nos equipamentos da SAS e em escolas da cidade. No fim do dia, uma caminha pelas ruas da cidade, intitulada, ‘Muitas campanhas, uma luta’, uniu os participantes das três temáticas. Ao final, os presentes assistiram a apresentações musicais, culturais e teatrais na Praça Abelardo Alencar.

As campanhas trabalhadas são ‘Respeito é bom eu gosto’ que mostra a realidade do público LGBT na busca por respeito às diversidades, ‘Loucos uns pelos outros’, a campanha que revela que doentes mentais podem ter uma vida social saudável com tratamento adequado e ‘Faça Bonito’ que traz à tona a triste realidade do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

“Nós precisamos desses espaços de debate, porque a sociedade é diversa e o preconceito não pode prevalecer, cada pessoa deve ser respeitada dentro de suas escolhas”, confirma a atriz da Cia Trakinus, Danny Schneider. “Além de receber várias informações para que também possamos repassar para nossas famílias e na comunidade, nós temos a oportunidade de participar de oficinas de artesanato e ocupar nosso tempo de forma produtiva”, completa a aposentada Letícia Pereira.

As atividades das campanhas seguem durante todo o ano em programações organizadas pelos equipamentos da SAS em escolas da zona rural e distritos do município. “O Faça Bonito este ano está focado em intervenções nas escolas da zona rural para mostrar às crianças, adolescentes e suas famílias que eles têm apoio e devem denunciar o abuso sexual e a exploração, uma realidade triste, porém presente na sociedade”, assegura a coordenadora do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (SAS), Carolina Santos.

“Pela primeira vez estamos dando visibilidade à assuntos tão relevantes que precisam ser entendidos, o conhecimento permite que lutemos por respeito e proteção aos nossos direitos, é dever da SAS levar informação e mostrar que há formas de mudar essa realidade cruel em que muitas pessoas ainda vivem”, reforça a Secretária da SAS, Vandreia Mendes.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.