Bahia Farm Show estende programação por causa de atraso de expositores em decorrência da greve de caminhoneiros


A 14ª edição da Bahia Farm Show, feira de tecnologia agrícola que tem a perspectiva de movimentar mais de R$1,5 bilhão em negócios no oeste do estado, vai ter um dia a mais de programação por conta do atraso de alguns expositores em decorrência da greve dos caminhoneiros.


A feira, que aconteceria de terça (29) até o sábado (2), agora segue até o domingo (3), em Luís Eduardo Magalhães. A informação foi divulgada pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), realizadora do evento.


Até a quinta (24), conforme o órgão 70% dos estandes da feira já havia sido montados. Para 2018, são esperados 260 expositores, mas muitos estão tendo problemas para levar materiais até o local por causa dos bloqueios feitos nas rodovias federais pelos caminhoneiros, em todo o Brasil.


Os organizadores do evento, então, resolveram estender em mais um dia a programação da feira como forma de tentar resolver o problema, para que todos os expositores tenham condições de se organizar.


A Aiba informou que não espera um impacto no volume de negócios e a expectativa é ainda superar os número do ano passado, quando a feira atingiu R$ 1,531 bilhão em intenções de negócios.


"O impacto da greve, do manifesto dos caminhoneiros, já é algo concreto. Está atrasando a chegada dos caminhões com estandes para a Bahia Farm Show e também com máquinas. Mas em função do que aconteceu na região, em termos de safra de soja, de milho e o que se espera da safra de algodão, é que os números da Bahia Farm Show 2018 sejam maiores que 2017", afirmou Luiz Pradella, vice-presidente da Aiba.


Pradella acredita, no entanto, que, com o protesto dos caminhoneiros, pode haver um impacto sobre o público que visita a feira. "Sabemos que o combustível na região está terminando nos postos", destacou.

Feira

A expectativa da organização é que o evento gere mais de três mil empregos diretos e indiretos, antes e durante o período oficial.


Em 2018, serão 260 expositores que estarão durante os cinco dias do evento representando mais de 900 marcas e produtos. A aposta deste ano é na internacionalização da feira iniciada em 2017, e já com a confirmação de expositores da Alemanha, Estados Unidos, Espanha e Argentina.


Nos seis dias de evento, é previsto um total de 31 palestras que serão realizadas no auditório da Fundação Bahia, e mais outros dois auditórios do pavilhão coberto, com capacidade para 40 e 60 pessoas. O público estimado para a 14ª edição do Bahia Farm Show é de 75 mil pessoas.

Confira aqui a programação completa de palestras


A Bahia Farm Show é realizada pela Aiba com o apoio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Associação dos Revendedores de Máquinas e Equipamentos Agrícolas do Oeste da Bahia Ltda (Assomiba), Fundação Bahia e Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.