PEN desiste de liminar no Supremo para impedir prisão em 2ª instância


PEN desiste de liminar no Supremo para impedir prisão em 2ª instância
Foto: Arquivo / Agência Brasil

O Partido Ecológico Nacional (PEN) desistiu da liminar na qual pedia que o Supremo Tribunal Federal (STF) volte a julgar a possibilidade da prisão após condenação em segunda instância. A ação pretende rever a decisão do STF, tomada em 2016, que autoriza a prisão após o fim dos recursos na segunda instância. Dessa forma, seria derrubado o resultado do julgamento que negou o habeas corpus para evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao justificar a desistência, o presidente do partido, Adilson Barroso, declarou que não quer a sigla associada a imagem do petista preso em Curitiba. “Não quero mais essa compreensão de que estamos salvando o Lula, porque nós somos de direita conservadora, e isso não faria sentido”, declarou.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.