Baianópolis: Tarifa de água é tema de sessão da Câmara Municipal



Na segunda-feira (23), a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) participou da sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Baianópolis, no oeste da Bahia. O gerente regional, Francisco Araújo Andrade, esclareceu os questionamentos relacionados ao sistema de abastecimento de água e da tarifa de água. Ele reforçou sobre a importância do uso racional da água, a identificação de vazamentos internos e o uso do reservatório como medidas a serem implementadas para reduzir o consumo médio de água dentro do imóvel.

Ao participar da sessão, o aposentado, Isidorio Batista, conseguiu saber mais sobre a tarifa de água. “É importante saber que temos água tratada em casa e saber porque estamos pagando”, afirmou. Na plenária, o secretário de esportes do município, Pedro Mann, reforçou sobre a importância do município elaborar o plano municipal de saneamento para levar água tratada para novas localidades do município. “O valor da tarifa mínima seria razoável diante do benefício em saúde pública fornecida pela água tratada”, afirma.

O presidente da Câmara, o vereador Humberto Silvério Ferreira, agradeceu a presença do representante da Embasa, que se mostrou aberta para atender os questionamentos da população. “Sempre somos questionados quando há uma conta mais elevada. É muito importante este atendimento da Embasa as demandas dos vereadores e da sociedade local”, afirma.

Para o gerente regional, Francisco Andrade, a participação na sessão da Câmara foi importante para aprofundar sobre as principais dúvidas da população, a exemplo da mudança da estrutura tarifa - que reduziu a tarifa mínima para 6 metros cúbicos, autorizada, em agosto do ano passado, pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa).

“Com a mudança gradual do perfil das famílias e com a redução do consumo pelos imóveis, a Agersa autorizou que a Embasa mudasse a sua estrutura tarifária e implementasse mais uma faixa de consumo, de 6 a 10 metros cúbicos, cujo metro cúbico custa R$ 0,96. Embora não tenha impactado tanto na renda das famílias, para a empresa é a garantia de melhorias na prestação do serviço e de investimentos para levar a água tratada para novas localidades da zona rural”. Para dúvidas sobre a tarifa ou revisão da conta de água, os usuários devem entrar em contato no 0800 0555 195 ou se dirigir a uma loja de atendimento.


Assessoria de Comunicação da Embasa
Unidade Regional de Barreiras (UNB)

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.