Suspeito de traficar droga do Paraguai para a Bahia é preso em Vitória da Conquista



Um homem de 36 anos, suspeito de ser o principal fornecedor de maconha de cidades do sudoeste e do extremo sul da Bahia, foi preso na manhã deste domingo (25), na cidade de Vitória da Conquista.

De acordo com o delegado Neuberto Costa, titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) do município, Lucas Tadeu Silva Cunha trazia a droga do Paraguai, para onde fazia viagens frequentes de carro.

Segundo o delegado, o suspeito era investigado há mais de um ano e foi capturado na casa onde morava, no bairro Iberapuera, onde foi cumprido um mandado de prisão preventiva contra ele. Não houve resistência.

Conforme Costa, não foram encontradas drogas ou armas com o suspeito. No entanto, um carro alugado em Porto Seguro, que teria sido usado por ele na última viagem ao Paraguai, foi apreendido. Um veículo de luxo de propriedade de Lucas que estava no local também foi apreendido.

De acordo com o delegado, Lucas ia frequentemente ao Paraguai, sempre de carro, e trazia, ao menos, 200 kg de maconha a cada viagem. Ele atuava como fornecedor e abastecia o tráfico de drogas, principalmente, nas cidade de Vitória da Conqusita, no sudoeste, e em Porto Seguro, região turística no extremo sul baiano.

O delegado Neuberto Costa informou que Lucas confessou fazer as viagens ao Paraguai, mas negou transportar droga do país vizinho para a Bahia.

Ao G1, o titular da DTE informou que, durante as investigações, os policiais conseguiram imagens de diversos carregamentos trazidos por Lucas do Paraguai para a Bahia. Um dos registros foi feito no final do ano passado.

"Várias outras prisões [durante as investigações] foram feitas. Ele é um fornecedor independente. Já tinha sido preso por tráfico de drogas e corrupção ativa", detalhou o delegado.

Ainda conforme Costa, para despistar a polícia, Lucas Tadeu viajava com carros alugados ou que comprava de terceiros sem transferir para o nome dele. Após fazer a viagem, ele vendia o veículo novamente ainda no nome do antigo dono.

O suspeito deve ser encaminhado ao presídio, onde ficará à disposição da Justiça.


G1 Bahia

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.