Plano Municipal de Educação de São Desidério é discutido em Audiência Pública





Para discutir e analisar as Ações de Monitoramento e Avaliação do Plano Municipal de Educação (PME), uma Audiência Pública marcou a manhã desta sexta-feira, 02, no Centro Cultural promovida pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Educação (SEDUC) e Grupo Colaborativo de Acompanhamento e Avaliação do PME composto por vários segmentos da sociedade.

A secretária da SEDUC, Iléia Almeida, a presidente do Conselho Municipal de Educação (CME), Asnah Santana, o presidente da Câmara Legislativa, Marusan Lima e demais vereadores, representantes de órgãos vinculados à educação e a população participaram do momento, que antecede a Conferência Municipal de Educação, que acontecerá neste sábado, 03.

A secretária da SEDUC, Iléia Almeida, destaca a relevância do evento para o cenário educacional local. “Este é o momento em que a SEDUC está contribuindo com a sociedade para analisar o PME, que oportunamente será alterado para atender às necessidades da educação municipal”. A presidente do Conselho Municipal de Educação (CME), Asnah Santana, relata. “Esse espaço configura-se como de suma importância para estabelecer o diálogo direto entre ações educacionais e a sociedade”.

O PME começou a ser elaborado em 2014 e foi aprovado em 2016. O plano, que contempla todas as esferas de ensino (municipal, estadual e privada) tem período de vigência de 10 anos. “Por meio dele (PME), se baseiam as ações do governo voltadas para a Educação durante uma década. É necessário observar sobre as aplicações e o que precisa ser melhorado, quais metas precisam de atenção”, explicou uma das representantes da equipe técnica da SEDUC, Anna Cláudia Soares.

Estratégias de 11 das 20 metas que compõem o PME foram colocadas em discussão por meio de modificações. Dentre algumas metas, são contempladas: I – Universalização da Educação Infantil, II – do Ensino Fundamental, III – Ensino Médio e IV – da Educação Especial.

Foi realizado um momento para exposição das modificações do PME e os participantes tiveram acesso ao texto para apreciação. A palavra foi franqueada e em seguida realizada a votação. As observações apontadas serão analisadas e contempladas pela equipe técnica e grupo colaborativo que farão as considerações no texto final que será enviado para aprovação na Câmara Legislativa.

A professora Elizineth Rodrigues analisa a contribuição do Grupo Colaborativo no processo de avaliação. “Esses ajustes no PME são necessários e requer um olhar, não apenas educacional, mas da realidade local, atendendo as necessidades do município. A nossa contribuição é valiosa para desenvolver e assegurar a qualidade da educação do município”.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.