Moradores de Barreiras são orientados sobre importância do sistema de esgotamento sanitário durante Semana da Água



Como forma de evitar a poluição dos recursos hídricos, os moradores do bairro Santa Luzia, em Barreiras, foram mobilizados na última sexta-feira (23) sobre a importância de executar corretamente a ligação do imóvel à rede coletora do sistema de esgotamento sanitário. A blitz educativa integrou a programação da Semana da Água de Barreiras, organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo (Sematur) e Embasa com o apoio dos profissionais do 4º Batalhão de Engenharia e Construção (BEC) e entregou cerca de dois mil panfletos reforçando os benefícios de escoar os esgotos para a rede ao invés de jogar direto na fossa ou diretamente na rua.


“Ter um sistema de esgotamento em operação é uma questão de saúde pública e que traz efeitos diretos na melhoria do ambiente e na redução de doenças. Ao levar o esgoto para tratamento, os moradores deixam de poluir os lençóis freáticos com as fossas e os rios ao deixar de usar esgoto na rede de água de chuva ou direto na rua”, explica a assistente social da Embasa, Geisa Mendes, que integrou a ação da Semana da Água. Barreiras conta atualmente com 33.436 ligações e superou a cobertura de 60% da sede municipal atendida com o sistema de esgoto.


Na oportunidade, os mobilizadores também alertaram para o uso correto da rede de esgoto ao destinar a água das chuvas para um sistema próprio de drenagem ou para a via pública. “É preciso evitar que também seja jogado lixo na rede dentro das casas, como por exemplo, papel higiênico, cotonete, cabelo, restos de comida, gordura. O acúmulo de resíduos sólidos provoca a obstrução na rede e provoca transtornos à população, além de aumentar o custo da operação para gerar esse serviço de desobstrução”, explica o gerente regional da Embasa, Francisco Araújo Andrade.


Combate a perdas – Na quinta-feira (22), no Dia Mundial da Água, a Embasa apresentou a palestra “Cuide da Água: Proteja a Vida” na Escola Municipal da Santa Luzia. A atividade mobilizou em três turnos cerca de 700 estudantes que se mostraram interessados sobre o funcionamento do sistema de abastecimento que capta, trata e distribui água para cerca de 50 mil imóveis na sede municipal e mais 20 povoados de Barreiras. Por meio de análises realizadas a cada duas horas, a empresa garante que a água é distribuída dentro dos parâmetros de potabilidade exigidos pelo Ministério da Saúde, sendo fiscalizado pela Vigilância Sanitária Municipal e Estadual.


“Também reforçamos a importância dos estudantes e da comunidade no combate a perdas de água ao retirar os vazamentos dentro do imóvel e comunicar a Embasa em caso de rompimentos da tubulação na rede distribuidora nas ruas. Outra ação essencial é a importância de denunciar aqueles que furtam água na rede prejudicando o abastecimento de todos no bairro”, esclareceu a assistente social Geisa Mendes. Para comunicar possíveis fraudes ou vazamentos na rede de água, a população pode entrar em contato pelo 0800 0555 195 ou diretamente na loja de atendimento da empresa.


Assessoria de Comunicação da Embasa
Unidade Regional de Barreiras (UNB)

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.