Membros da Assistência Social de Barreiras participam do Empreende Credibahia



A secretária de trabalho e promoção social Karlúcia Macêdo, a coordenadora Lucinha Souza e a agente de crédito Julianna Cézar participaram nos dias 21 e 22, em Salvador, do Encontro Estadual de Empreendedores e Agentes de Crédito do CrediBahia. Entre os municípios que preenchem a Bacia do Rio Grande, Barreiras é a cidade que mais possui carteira ativa, ou seja, recursos que estão circulando na economia do município por meio do programa.

O encontro promoveu a avaliação do programa, verificando os principais avanços, desafios existentes e dando visibilidade aos casos de sucesso dos empreendedores.

“Foi uma experiência fantástica que promoveu a troca de experiências entre os agentes de créditos e os gestores públicos, oferecendo capacitação aos empreendedores sobre gestão, oportunidade de negócios e tendência de mercado”, destacou a secretária de assistência social e trabalho Karlúcia Macêdo.

A empreendedora Maria Aparecida Cardoso, que possui um centro de beleza, foi escolhida pela comissão de Salvador como empreendedora destaque de Barreiras. “Me sinto lisonjeada com esse reconhecimento pelo meu trabalho, onde tenho muito orgulho de ser cabeleireira, há mais 10 anos sou empreendedora e o Programa Credibahia me incentivou a sonhar e realizar”, relatou Aparecida.

O evento também contou com a presença da secretária de trabalho, emprego, renda e esporte da Bahia, Olívia Santana.

O que é o Credibahia?

O programa de Microcrédito do estado é uma iniciativa do Governo da Bahia, através da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – Setre e da Agência de Fomento do Estado da Bahia S.A - DESENBAHIA, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae e as prefeituras municipais.

É um instrumento de desenvolvimento territorial, que visa ampliar a geração de emprego e renda, a partir do apoio ao trabalho desenvolvido pelos empreendedores individuais, grupos de produção, associações produtivas e cooperativas de produção que não têm acesso às vias de crédito usuais.

A concessão do primeiro empréstimo, tanto para capital de giro quanto para investimento fixo varia de R$ 200,00 a R$ 1.500,00. Com as renovações pode chegar progressivamente a R$ 7.000,00 para os empreendedores informais e a R$ 10.000,00 para aqueles que possuem CNPJ.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.