Apagão deixa Bahia e demais estados do Norte e Nordeste sem luz; ONS diz que causa foi 'perturbação' em sistema

                                      Foto: G1 Bahia  

Um apagão atingiu a Bahia e estados do Norte e Nordeste do país, na tarde desta quarta-feira (21). A queda de energia ocorreu pouco antes das 16h. Até por volta das 17h15, o serviço não havia sido restabelecido.

Em nota, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou que o apagão foi causado por uma pertubação no sistema interligado nacional (SIN). O SIN é constituído por quatro subsistemas: Sul, Sudeste/Centro-Oeste, Nordeste e a maior parte da região Norte.

"Uma perturbação no SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento", informou a ONS.

A Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) confirmou o apagão e informou que a situação é apurada pela ONS.

Também em nota, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), que é responsável pela geração de energia no estado, informou que "não identificou nenhum defeito no seu sistema que ocasionasse o desligamento verificado na tarde de hoje" e que apura, junto a ONS, as causas do apagão.

Confira a nota da ONS na íntegra:

"Hoje, 20 de março, às 15h48, uma perturbação no SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento.

Em consequência da perda de carga, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores, no montante de 4.200MW.

Os sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste.

Às 16h15 já havia sido realizada a recomposição de praticamente toda a carga no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

As equipes do ONS estão neste momento dedicadas à recomposição dos sistemas Norte e Nordeste, já em curso.

As causas de desligamento estão sendo investigadas.

Novas informações serão atualizadas tão logo estejam disponíveis".

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.