Acadêmicas do Curso de Serviço Social realizam curso de capacitação sobre a Linha de Cuidados Paliativos a Pacientes Oncológicos em Barreiras



O primeiro encontro do Projeto de Implantação da linha de Cuidados Paliativos aos Pacientes Oncológicos no município de Barreiras aconteceu na manhã dessa segunda-feira, 26, no Centro Cultural Rivelino Silva de Carvalho. O evento foi promovido pelas acadêmicas do curso de Serviço Social daUniversidade Norte do Paraná - UNOPAR e contou com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde.

Com o objetivo de capacitar as equipes para o entendimento mais humanizado e melhorar a qualidade de vida dos pacientes, o primeiro encontro contou com a participação da secretária de saúde de Barreiras, Marisete Bastos, da assistente social e supervisora de campo de estágio da UNOPAR, Edineia Mota, do coordenador da divisão de estágio em Serviço Social da UNOPAR, George de Souza, e das acadêmicas e coordenadoras do Projeto Maria Marta da Silva e Valdete Tavares.

Segundo a coordenadora do Projeto, o público alvo abrange todos que trabalham a frente do Sistema Único de Saúde – SUS, destacando os agentes comunitários, médicos, enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos, que promovem o cuidar humanizado.

“Percebemos a necessidade dessa capacitação devido à grande procura no setor do TFD – Tratamento Fora do Domicílio na Secretaria de Saúde de Barreiras, o Projeto Cuidar além de curar, promove nas equipes de saúde do município uma capacitação para um atendimento mais humano com pacientes em cuidados paliativos oncológicos, porque na maioria, são pacientes em estados terminais e que necessitam de uma atenção mais humanizada”, relatou Maria Marta da Silva.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, os cuidados paliativos consistem na assistência promovida por uma equipe multidisciplinar, que diante de uma doença que ameace a vida, objetiva a melhoria da qualidade de saúde do paciente e seus familiares, por meio da prevenção e alívio do sofrimento, da identificação precoce, avaliação impecável e tratamento de dor e demais sintomas físicos, sociais, psicológicos e espirituais.

De acordo com a secretária de saúde de Barreiras são cadastrados no Tratamento Fora do Domicílio - TFD, mais de 1.500 pacientes. Em 2017 foram investidos 1.856,972,94 reais em passagens. Atualmente 100 pacientes fazem tratamento de oncologia através do TFD.

“Além dos 100 pacientes que fazem acompanhamento de oncologia, também são ofertados pelo TFD todos os tratamentos de cardiologia, e outras demandas que não disponibilizamos em nossa cidade. Temos conseguido dar o suporte efetivo a todos, tanto no auxílio de transporte como nas casas de apoio que disponibilizamos em Salvador” disse Marisete Bastos.

A médica Gabriela de Oliveira, foi uma das palestrantes dessa manhã, Especialista em Cuidados Paliativo, falou do cuidar além do curar: Manejos dos sintomas e da relevância desse tema para a cidade e aos profissionais da saúde na região.

“O cuidado paliativo é relevante para todos, porque o fim de vida chega para todo mundo e como a gente vive é muito importante. Temos que viver uma vida que faz sentido e esse cuidado que ofertamos para os pacientes nessa situação é um cuidado muito delicado, é bonito e também é muito trabalhoso. O profissional que vai acompanhar esse paciente precisa ter esse olhar global, esse tema é recente no Brasil, começou em 2009, mas todos nós devemos ter o coração aberto para ouvir e entender a importância do cuidado paliativo”, explicou.

O evento segue nessa terça e quarta-feira no Centro Cultural com diversas palestras com Fonoaudiólogo, Psicólogo, Enfermeiros, Médicos e Assistentes Sociais sobre as experiências e os cuidados paliativos.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.