"Nunca recebi propina", diz Wagner em coletiva



O ex-governador Jaques Wagner e secretário de desenvolvimento econômico disse em coletiva, na tarde desta segunda-feira, 26, que não recebeu propina e que não sabe de onde a delegada tirou o valor de R$ 82 milhões.

Wagner afirmou que não pede nem autoriza ninguem a pedir qualquer tipo de reciprocidade por obras feitas. "E assim foi na questão na fonte nova que, infelizmente, a Polícia Federal está comprando uma versão de quehouve superfaturamento".

Wagner disse que existe incompreensão sobre o funcionamento de parcerias-público-privadas que levaram tanto o tribunal de contas do Estado quanto a Polícia Federal e incorrerem em conclusões distorcidas. "Há uma incompreensão da Polícia Federal como houve do TCE do que é uma PPP e o que é uma obra pública".

Perguntado, então, se tratava de desconhecimento do processo PPP ou de depoimentos incorretos de delatores, Wagner disse que "delatores para se livrar estão falando o que querem".

Wagner disse que repudia veementemente o que foi dito na coletiva da polícia federal e que só serve para virar manchete de jornal.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.