João Henrique se filia ao PRTB e pode ser candidato a governador da Bahia


João Henrique se filia ao PRTB e pode ser candidato a governador da Bahia
Foto: Max Haack/ Ag Haack/ Bahia Notícias
O ex-prefeito de Salvador, João Henrique, fará mais uma tentativa de voltar à política. Depois de perder a disputa para vereador em 2016, o ex-gestor, conhecido por um segundo mandato impopular, vai se filiar neste sábado (24) ao PRTB. E, com isso, pode ser o nome da sigla para o governo do Estado. Em entrevista ao Bahia Notícias, o presidente estadual da agremiação, Rogério Tadeu Da Luz, afirmou que o martelo sobre o assunto não foi batido, mas será discutido no evento de filiação. O ato também lançará a pré-candidatura de Levy Fidelix à Presidência da República. “O João Henrique já foi duas vezes prefeito de Salvador. É um nome que dispensa apresentação”, disse Da Luz, em entrevista ao Bahia Notícias nesta segunda-feira (19). Segundo ele, no entanto, o objetivo de trazer o ex-prefeito é fortalecer a legenda para romper a cláusula de barreira – com a reforma política, os partidos precisam obter ao menos 1,5% dos votos válidos na eleição de deputado federal, assim mantendo o direito de acesso ao fundo partidário. “Nosso objetivo principal, como todos os partidos é ultrapassar a cláusula de barreira. Fazer deputado federal, fazer um percentual exigido pela reforma eleitoral. Então, o foco o número um é ter votos para deputado federal”, declarou. No entanto, apesar da possibilidade de João Henrique concorrer ao governo, a pré-candidatura de Da Luz ao Executivo estadual está mantida. “Eu continuo pré-candidato, ocupando o terceiro lugar ao governo da Bahia. Até o momento, não tem nenhuma alteração dessa pré-candidatura minha. Mas o objetivo número é ter votos para deputado federal, isso é acima de candidatura própria”, reforçou. Ainda segundo Da Luz, os chamados partidos nanicos vão se unir em torno de uma candidatura única no estado. As conversas para formação da chapa majoritária está andamento. O objetivo é trazer uma “terceira via”, como forma de fugir da polarização entre Rui Costa (PT) e ACM Neto (DEM). “Teremos na semana que vem uma posição mais detalhada de quais partidos formarão essa frente. Outros partidos têm seus pré-candidatos também. Então, a minha candidatura está sendo apreciada como as demais. Faremos o que for melhor para esse grupo”, contou.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.