Em ação, MP pede que Justiça obrigue prefeitura de Juazeiro a resolver irregularidades em posto de saúde




O Ministério Público da Bahia (MP-BA) entrou com uma ação pedindo que a Justiça obrigue a prefeitura de Juazeiro, no norte da Bahia, a resolver irregularidades constatadas no posto de saúde do bairro Itaberaba.

Conforme a ação, o Conselho Regional de Medicina realizou inspeções e identificou vários problemas, como falta de materiais para curativo, falta de remédios de pressão, falta de raio-x dentário e de lençóis descartáveis. A refrigeração na sala de vacina também foi considerada inadequada, assim como o controle de validade dos medicamentos.

Os pacientes reclamam da situação. A dona de casa Graça Nóbrega diz que há demora para atendimento no local. "A gente marca um exame e passa 15 ou 20 dias para ser atendida. E quando marca um exame é mais de um ano para poder realizar, e muitas vezes nem realiza", destaca.

A promotora responsável pela ação disse que propôs um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a prefeitura, mas que a Secretaria de Saúde rejeitou o acordo. A secretaria, por sua vez, informou que as mudanças pedidas pelo MP já estão sendo feitas.

COMPARTILHAR

Publicado por:

Anterior
Proxima
Os comentários publicados aqui por você, são de sua inteira responsabilidade.